Trabalhos: Laura d’Ávila

Laura d'Ávila
Laura d’Ávila: gerenciamento de mídias sociais, criação de imagem e edição de vídeo

Sobre o projeto

Gerenciamento de mídias sociais da cantora mirim Laura d’Ávila. Criação de conteúdo para Facebook, YouTube, Instagram e Twiiter, cada rede com funções diferentes determinadas pela cliente. De 11 de fevereiro de 2017 a 11 de maio de 2017 de forma ativa e até data atual de forma passiva (manutenção). Criação de toda a identidade visual usada nos perfis selecionados e imagens de divulgação. Captação e edição de vídeo. Assistência via Whatsapp direto com a cliente e responsáveis.

Facebook

Laura d'Ávila - Facebook
Captura de tela feita em 19/02/2018

Página previamente criada (facebook.com/lauradavilaoficial). Criação de foto de capa e perfil, manutenção de página, resposta às mensagens, criação de conteúdo e divulgação de conteúdo publicado em outras redes (YouTube e Instagram). Captação de público e criação de publicações monetizadas.

Youtube

Laura d'Ávila - YouTube
Captura de tela feita em 20/02/2018

Criação de canal no Youtube (youtube.com/lauradavila), captação das imagens (quando sinalizado), edição de Vídeo no Sony Vegas Pro 11 (quando sinalizado). Atualização de conteúdo de acordo com a demanda (upload de vídeos). Edição de imagem: criação de arte do canal e imagens de capa individual para os vídeos.

Imagens de capa

Twitter

Criação de perfil no Twitter. Atualização de conteúdo nos três primeiros meses. Edição de imagem: criação de arte para topo do perfil.

Imagens de Divulgação

Crianção de imagens para divulgação de mídias sociais, novos vídeos ou conquistas pessoais tendo como base fotos previamente selecionadas. Imagens em formato quadrado (1:1) para serem usadas no Facebook, Instagram, Whatsapp, etc, com algumas incidências em outros formatos conforme necessário (Instagram Stories, divulgação exclusiva para Facebook).

O conteúdo para Instagram limita-se na criação de artes, ficando por conta da dona da conta as postagens dos mesmos.

Novo layout no blog!

Fazem alguns meses desde que coloquei um tema-base para WordPress responsivo aqui no Expresso Rosa, tirado do Madly Luv. Na época eu fiz uma imagem de topo bem mais ou menos só pra ser temporária, mas acabei gostando porque refiz a identidade visual do site deixando o morango mais legal de usar. Como posto bem pouco aqui acabou atendendo às minhas expectativas, o desafio mesmo ainda estava por vir: usar esse tema no meu blog pessoal!
Eu tinha uma ideia geral do que queria: continuar utilizando os símbolos que uso por lá (a Kimberly, minha Pullip Chill, fonte, ícones que antes compunham o background, bandeira do Reino Unido, pattern de onça) e adicionar um novo elemento importante para mim, que é a Estrada de Tijolos Amarelos d’O Mágico de Oz (por causa da música Goodbye Yellow Brick Road, do Elton John). Como a estrada não combinava muito com as cores do blog – que são rosa e cinza – tive que pensar bastante em como colocá-la. Enquanto não tinha uma ideia legal resolvi fazer um pattern geométrico bonito para o fundo e aí consegui empolgar de vez, no mesmo dia estava praticamente pronto! Aí edita aqui, edita ali, escuta umas opiniões de cá e, TÃ-DÃ, saiu!

preview

Estou muito feliz com o resultado final porque ficou colorido sem ficar enjoativo, acho que vou conseguir ficar bastante tempo com ele, se possível mais do que o último que ficou dois anos. E a melhor parte é que consegui manter as ideias que eu tinha originalmente e melhorá-las. Se eu for fazer alguma modificação será apenas para ajustar algo aqui e ali, depois de mudar milhões de vezes acho que cheguei onde queria. Amei o contraste das cores do topo com a elegância do background, nada poderia combinar mais com o estilo do blog.
Ao contrário desse pobre site, o Sweet Luly é atualizado SUPER frequentemente e lá eu conto tudo sobre meu dia-a-dia, tentando trazer informações legais para o leitor através dele. Não deixem de visitá-lo: http://sweetluly.expressorosa.com =D

Tratamento de imagem: Iluminação

Tratamento de Imagem: Iluminação

Tratamento de imagem é, provavelmente, o objetivo principal do Photoshop, mais do que a edição propriamente dita. Não que tratar não seja uma forma de edição, mas é mais “leve” considerando que elementos não são adicionados, retirados ou modificados na imagem. Eu sempre tentei tratar minhas fotos para divulga-las na internet, às vezes quando saem muito escuras claras e decido sempre por guardar a original, mas divulgar a modificada. Porém, ao longo dos tempos, vi que essa edição leiga não atingia meus objetivos e parei. Agora, depois de realmente ESTUDAR sobre as ferramentas de Ajuste do Photoshop, resolvi compartilhar aqui as ferramentas básicas para o tratamento da imagem: Iluminação e Cores.

Hoje nós vamos tratar da iluminação.

Escolhi essa foto que eu mesma tirei no campus Pampulha da UFMG. Sendo uma foto ao ar livre com luz natural, que geralmente precisa de menos tratamento que uma foto com luz artificial, achei que ficaria mais fácil trata-la só para “ensinar”. Mas funciona com fotos no geral. As duas ferramentas que serão utilizadas, Brilho/Contraste e Níveis, se encontram no Menu Image – Adjustments na Barra de Ferramentas (Alt + I + A).

Tratamento de imagem: Iluminação

Brilho/Contraste

O primeiro passo é editar o Brilho e o Contraste da foto. Para isso vá ao Menu Image – Adjustments – Brightness/Contrast. Vai abrir uma janela assim:

Tratamento de imagem: Iluminação

Verifique se o botão “Preview” está marcado. Assim será possível visualizar a aplicação da sua edição na imagem e saber como está ficando. Os valores dependem da imagem e dos objetivos que você espera para ela. Como é uma foto ao ar livre não foi preciso editar muita coisa, mas vá aumentando/diminuindo a medida que achar necessário.

Tratamento de imagem: Iluminação

Aqui está uma mostra da diferença que essa pequena alteração fez na imagem. A primeira metade é a foto original, já a segunda é com a edição.

Tratamento de imagem: Iluminação

Níveis

Com os “Níveis” será possível fazem uma edição muito maior e balancear a iluminação. Para abrir a janela vá em Image – Adjustments – Levels. Esse processo foi feito na imagem em questão DEPOIS da alteração de Brilho e Contraste mostrada anteriormente.

Como podem ver abaixo, a janela vai abrir um gráfico mostrando os níveis em que estão os pontos escuros e claros da imagem. Abaixo do nível há 3 pequenas setinhas. A mais escura simboliza as áreas de sombra, a mais clara as de luz e a intermediária o meio-termo. Você pode editar os níveis manualmente se quiser, mas o Photoshop já traz a opção “Auto”, com a qual o próprio programa tenta balancear esse gráfico sozinho.

Tratamento de imagem: Iluminação

Após clicar em “Auto”, a imagem ficou assim:

Tratamento de imagem: Iluminação

Porém, se o resultado não ficar como desejado, você pode melhorar tentando identificar os pontos de sombra e luz por conta própria. Ao selecionar a tecla Alt do teclado e manipular as setas abaixo do gráfico, poderá identificar esses pontos. Para o ponto de sombra, vá arrastando a setinha preta. Os primeiros pontos a se destacar são os de sombra. O mesmo para os de luz com a setinha branca. Sendo assim, você pode selecionar esses pontos usando os seguintes “conta gotas”:

Tratamento de imagem: Iluminação

O primeiro seleciona a sombra e o último a luz. Com o 1º selecionado, clique na região de maior escuridão. Depois, faça o mesmo com o último nas regiões mais claras. Se a cor for muito modificada você pode ir procurando outros pontos de claro/escuro até ficar totalmente satisfeito. Após fazer isso, minha imagem ficou assim:

Tratamento de imagem: Iluminação

A abaixo um comparativo do original com o resultado final:

Tratamento de imagem: Iluminação

Pretendo, em breve, publicar um ou mais posts sobre o tratamento da COR nas fotos. Espero que tenham gostado, qualquer dúvida deixe um comentário nessa página.

Cutout: algumas dicas

Cutout: algumas dicas

Cutout é um dos efeitos mais queridos pelas pessoas quando querem deixar a foto com aquele toque diferente diferente. Eu já mostrei como faze-lo com o Blend Mode “Pin Light” no Photoshop aqui, e alguns conhecidos vieram falar que gostaram, pois sempre quiseram fazer aquilo. Sendo assim, decidi dar algumas dicas de como fazer um cutout de verdade, escolhendo as partes destacadas. É um efeito básico para Photoshop, então quem não está familiarizado com o programa consegue fazer facilmente. Vou usar a seguinte foto como modelo:

Cutout: algumas dicas

Meu objetivo é destacar as parte em roxo, para ficar assim:

Cutout: algumas dicas

A primeira coisa a fazer é duplicar a imagem para ter duas camadas: uma colorida, original, e a outra em preto e branco. Para duplicar pressione Ctrl+J ou vá em “Layer – Duplicate Layer”. Na janela “Layer” lateral vão aparecer os dois, iguais:

Cutout: algumas dicas

Para deixar o layer de cima em escala de cinza pressione Ctrl + Shift + U ou vá em “Image – Adjustments – Desnaturate”. Eu geralmente seleciono também o Blend Mode “Color” para esse layer, acho que fica mais natural, mas é um gosto pessoal (e sugestão).

Cutout: algumas dicas

Agora podemos começar, usando uma ou mais de três ferramentas básicas que vão dar o efeito desejado com facilidade (e paciência, para quem não está acostumado).

Ferramenta “Magnetic Lasso”

Cutout: algumas dicas

Você pode usar qualquer ferramenta “Lasso”, mas eu prefiro a “Magnetic Lasso”, por exigir menos destreza manual e, consequentemente, tornar esse processo MUITO simples. Com essa ferramenta selecionada, clique em alguma borda da região escolhida e vá contornando a área.Não precisa fazer com precisão porque a ferramenta procura onde selecionar sozinha, mas é bom ir devagar pra evitar erros. Siga até chegar no ponto inicial:

Cutout: algumas dicas

Em seguida pressione “Delete”. O resultado já vai estar aí. Se tiver pequenas imperfeições (como, na foto, a região rosa que ficou destacada também), não se preocupe, a última ferramenta do Tutorial é para reparar essas coisas. Agora é só fazer em outras regiões, se desejar.

Cutout: algumas dicas

Ferramenta “Magic Wand”

Cutout: algumas dicas

Eu não gosto muito de usar a Magic Wand para cutout, mas funciona se as cores estiverem bem definidas na foto. Não é prático, por exemplo, caso a pessoa queira destacar uma parte de paisagem de vários tons diferentes. A única observação principal sobre essa ferramenta é a opção “Tolerance”, que vai determinar até onde a tolerância para cores próximas da selecionada é permitida. Se selecionar “0”, por exemplo, SOMENTE o tom exato será selecionado na foto. Eu coloquei 40, aleatoriamente, para pegar uma gama de tonalidades do roxo que fosse boa, porém sem extrapolar para cores semelhantes.

A opção “Contiguous” deve ser observada também. Eu recomendo deixa-la marcada, assim somente serão selecionados tons que estão ao lado do escolhido. Se a opção estiver desmarcada pode ser selecionada, sem querer, outra região da foto de cor parecida, porém que não era pra ser destacada. Usar a ferramenta em si é simples: é só clicar sobre a cor, e ela selecionará a região. Sendo assim use a ferramenta com o layer de baixo (o que tem as cores originais) selecionado:

Cutout: algumas dicas

Com o Shift pressionado no teclado, vá clicando nas outras regiões da cor até preencher a área completamente. Você pode usar outras ferramentas de seleção para ajudar, mas não esqueça de pressionar o Shift, senão a nova seleção substituirá a antiga.

Cutout: algumas dicas

Antes de apertar “Delete” não esqueça de selecionar novamente o layer em preto e branco! Mais uma vez não fica perfeito, o resultado é “inferior” ao resultado usando a Magnetic Lasso, mas é mais rápido de ser feito. É só corrigir depois usando a dica final.

Cutout: algumas dicas

Ferramenta “Eraser”

Cutout: algumas dicas

A maneira mais demorada, porém se usada com cuidado é a ideal pelo fato de você ter mais controle sobre seu trabalho. É simples: a parte a ficar colorida vai ser “apagada” da foto em preto e branco, deixando a de baixo destacada. É ideal que se use uma borracha redonda e não muito grande (você encontra em “Basic Brushes”). Se necessário, dê um zoom na sua tela, para pegar melhor os detalhes.

Cutout: algumas dicas

Vá deletando devagar. Para as regiões menores é só diminuir o tamanho da borracha, é bem simples se for com calma e paciência.

Cutout: algumas dicas

A borracha é legal também para complementar as outras ferramentas anteriores, corrigindo pequenos espaços que não foram deletados. É só ir lá e apagar, fica muito bem feito.

Cutout: algumas dicas

Dica Final

Quando apagar acidentalmente alguma pequena região que não deveria ser destacada, como aconteceu com pedaços da cadeira cor-de-rosa dessa imagem usada como demonstração nos dois primeiros procedimentos, há um truque simples para reparar esses erros. Usando a cor BRANCA, selecione um pincel redondo na ferramenta “Brush”. Selecione o mode “Color”, com indicado na imagem, e vá “colorindo” a foto DE BAIXO, colorida. As regiões onde esse reparo for aplicado ficarão em escala de cinza. Só é preciso muito cuidado para não atingir a parte destacada, senão será preciso desfazer o processo e refaze-lo. A foto do resultado final foi feita com a união das ferramentas “Magnetic Lasso”, “Eraser” e esse ajuste final com “Brush”:

Cutout: algumas dicas

Prontinho!! Quaquer dúvida é só deixar um comentário nessa página!

Cutout: algumas dicas

Todas as imagens desse tutorial foram feitas por mim, assim como a foto utilizada para demonstração.

Cutout com Pinlight no Photoshop

Tutorial “Cutout” com Pin Light

Hoje um tutorial bem simples com o efeito que é o que mais uso nas minhas fotos quando quero que ela fiquem diferentes: um “cutout” aleatório utilizando o Blend Mode “Pin Light” (ou Pinos de Luz) no Photoshop. Primeiro, abra a foto ou imagem que quiser usar. Se precisar, ajuste antes as cores, brilho e nitidez. Minha foto é originalmente assim:

Cutout com Pinlight no Photoshop

E quando terminar, com o efeito, vai ficar assim:

Cutout com Pinlight no Photoshop

Para começar, triplique o layer que contém a foto apertando Ctrl + J duas vezes seguidas ou vá em “Layer-Duplicate Layer…”:

Cutout com Pinlight no Photoshop

No layer que está por cima de todos selecione o Blend Mode “Pin Light”:

Cutout com Pinlight no Photoshop

Depois, o layer “central” selecione o Blend Mode “Color”.

Cutout com Pinlight no Photoshop

Em seguida, ainda no mesmo layer, pressione Ctrl + Shift + U ou vá em “Image – Adjustments – Desaturate”. Isso fará com que esse layer fique em preto e branco, e com o Blend Mode “Color” adicionado anteriormente fica mais natural:

Cutout com Pinlight no Photoshop

Prontinho!! Qualquer dúvida, comente nessa página!

Cutout com Pinlight no Photoshop

É legal, ao longo do tempo, observar o efeito diferente que isso dá em fotos com cores diferentes, como por exemplo:

Cutout com Pinlight no Photoshop

Cutout com Pinlight no Photoshop

Todas as imagens desse tutorial foram feitas por mim, assim como as fotos utilizadas para demonstração.

7 de setembro

Independência ou Morte??

7 de setembro

Hoje o Ovo Brasileiro tá aqui para passar pra vocês uma citação que retirei da Wikipédia, às 13:13h, em homenagem a todos os brasileiro… Feliz 7 de setembro!

Ovo Brasileiro “Ordem e Progresso” é o lema nacional da República Federativa do Brasil a partir do momento de sua formação. A expressão é o lema político do Positivismo, forma abreviada do lema de autoria do positivista francês Auguste Comte: ‘O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim’ (…). Seu sentido é a realização dos ideais republicanos: a busca de condições sociais básicas (respeito aos seres humanos, salários dignos etc.) e o melhoramento do país (em termos materiais, intelectuais e, principalmente, morais).”

Pessoal, o Ovo Brasileiro já tem um lar, mas MUITOS outros ainda não… Vai lá na página de adoções e leva um pra você!

5 anos de Expresso Rosa!

5 anos de Expresso Rosa!!

No dia 17 de julho de 2004 eu era praticamente uma criança, altamente inexperiente, mas começava a progredir na área do webdesign. Foi quando criei o então “blog” Expresso Rosa, onde poderia divulgar esses pequenos trabalhos. Hoje 5 anos de passaram, aquele blog virou um site e tem várias funções… A mesma divulgação de antes, mas também funciona quase como um portfólio, o centro de adoção de Ovos Fritos (hehehe) e é a “Home” de outros blogs que posso criar… Porque além dessa página inicial, temos aqui dentro o Sweet Luly, meu blog pessoal, e o Daninha Gatinha, blog da minha irmã… Por enquanto! Obrigada a todos que me ajudam a crescer com esse site que é minha grande paixão.

5 anos de Expresso Rosa!

O site está entrando em manutenção hoje e estará pronto antes que o fim de semana acabe. Sendo assim, se até lá apresentar algum erro, já vou avisando que é temporário! Todas as adoções de Ovo Frito pendentes serão respondidas também, porque tem várias…

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Tutorial Bordinha Dupla

Umas três pessoas até hoje já me pediram pra ensinar como eu faço a bordinha das minhas fotos de forma que fique uma borda fininha preta em volta da borda branca mais grossa. É algo extremamente simples, e dá pra ser feito em qualquer versão no Photoshop. Nesse tutorial, estou usando o CS.

Primeiro, abra a foto ou imagem que quiser usar. Nesse exemplo, irei usar uma foto que tirei do Parque Mangabeiras (Belo Horizonte/MG). A foto é originalmente assim:

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

E quando terminar, com a bordinha, vai ficar assim:

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Depois crie dois novos layers. Para criar um layer clique em Ctrl + Shift + N. Pinte o layer de cima de uma única cor, qualquer uma. Aqui, usei o cinza:

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Vá em “Blending Options” e clique em “Stroke”:

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Configure assim:
Size: 8px (pode usar 10 de a foto for muito grande ou 4 pra foto muito pequena)
Position: Inside
O resto pode deixar como está mesmo. Não se esqueça de selecionar a cor, branco fica mais legal, mas pode usar outra cor clara se quiser. Em seguida, clique em OK.

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Na janelinha “Layers”, coloque 0% no “Fill” desse layer de cima. Fazendo isso, a opacidade do layer ficará em 0%, mas do efeito não.

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Depois, ainda com o layer de cima selecionado, clique em “Ctrl + E”, para uni-lo com o layer de baixo. Ao fazer isso o efeito anterior será transformado em imagem, e você poderá aplicar outro efeito sobre ele.

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Nesse novo layer, clique em Stroke novamente, dentro do Bleeding Options. Configure:
Size: 1px (pode usar 2 se a bordinha branca for bem grossa e você quiser algo mais marcante)
Position: Inside
Escolha a cor. Eu gosto de usar preto, mas fica a gosto de cada um!

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Se quiser deixar o efeito mais legal ainda, no Bleeding Options selecione também “Drop Shadow”. Pode usar as configurações padrão do Photoshop mesmo, fica muito bom.

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla

Prontinho! Qualquer dúvida, comente nessa página!

Tutorial Photoshop: Bordinha dupla